Uma das novidades de SP é a proliferação de hamburguerias. Aqui na região do Itaim é ainda mais forte. E eu, como amante de uma boa junk food, já conferi alguns. Abaixo a lista dos que já fui. O primeiro da lista é o melhor no meu gosto. Os outros são empatados, atendem a objetivos diferentes:

  • Hamburgueria Nacional: O melhor, até agora. Como todos os restaurantes da gastronomia contemporânea, o ambiente é o primeiro ponto a chamar a atenção. Mas não fica apenas no ambiente. Provei um hamburger com sabor de carne de verdade. E, o toque do sushiman (é, o dono do restaurante é um dos mais badalados de SP) é o hamburger com crosta de pimenta. Espetacular.
  • America Burguer: Faz um estilo “diner” americano. É gostoso e tem em todos os lugares. Já fui algumas vezes e o hamburger vale a pena.
  • Burger King: Your way, right away, at Burger King now! Tá, não é novidade e não é sofisticado. Mas o Whopper ainda é o melhor fast food que já comi!!!
  • General Prime Burger: Esta é mais uma hamburgueria assinada por um chef. Não conheço o cara, mas acho meio metido a besta (o cara). O hamburger é muito bom, mas como todo mundo dizia que era o melhor hamburger de SP, fui pra lá com uma expectativa muito alta. Não atendeu totalmente. O pão, sim, faz a diferença.
  • Hamburguinho: um clássico pé-sujo, bunda-de-fora. Balcão, 2 atendentes e um “chapeiro”, sem porta – o trânsito e o barulho da Faria Lima atrapalham. Mas é bastante honesto, apesar de não ser barato.
  • The Fifties: O primeiro que fui dessa safra de hamburguerias. Como não sabia da onde deste tipo de restaurante, achei bastante curioso. Ele faz um estilo “anos cinquenta” (duh!!) na decoração e nos uniformes. Mas, os sanduíches não tem nada de especial. E, se escolher errado, pode pegar algo MUITO gorduroso.

Não sei por que a onda. Mas, dessa vez, não quis pesquisar os motivos do fenômeno. :) A questão não deve ser: “Por que Hamburgueria?” e sim “Por que não Hamburgueria?”